quinta-feira, 14 de junho de 2018

Tattoo Black Work - Parte 4 - Pintura com a Magnum de 9



Nessa última parte, eu vou falar um pouco sobre a pintura, sombra e efeitos com a própria magnum. Como eu falei nos posts anteriores eu usei uma máquina Bulldog com magnum de 9 agulhas. A minha idéia era fazer preenchimento e texturas com ela.

Acho que vale a pena comentar mesmo que seja redundante que para preenchimento eu faço pequenos círculos, curtos mesmo e fazendo pressão com a mão, colocando peso na máquina e quando eu quero algo mais claro, uso a leveza da mão, passando as agulhas superficialmente sobre a pele.
O som da máquina muda quando se faz preenchimento sólido e basicamente não muda nada quando se faz movimentos superficiais.

Outro ponto importante para essa tatuagem é que para eu conseguir fazer os tons mais claros eu não utilizei água ou qualquer outro sumie para diluir a tinta preta. Foi apenas o peso da mão variando para mais pesado ou mais leve. Assim como no lápis de cor aonde se força mais e fica mais tempo em uma área para conseguir uma cor solida ou leve e superficial para se conseguir tons claros.



No vídeo de cima, dá para perceber que em alguns pontos mais curtos eu faço movimentos pequenos e circulares. Mas para áreas maiores eu quis fazer um efeito de texturas. Claro que para essas texturas aparecerem eu passo a máquina muito mais rápido do que para fazer preenchimento.




Em algum momento do video de cima, dá para notar um movimento de vai e vem como se fosse um pêndulo, criando texturas com a magnum. Esse mesmo movimento é feito para realismo com degrades bem suaves só que para ficar com a aparência mais lisa, o movimento é mais curto e mais suave. Vamos lembrar também que não é porque passamos muitas vezes por cima que vai ficar mais escuro e sim, quanto mais vezes se passa no mesmo lugar mais homogêneo fica a pigmentação. 

No vídeo abaixo dá para perceber melhor o movimento de pêndulo que eu comentei, ainda mais que o video está em slowmotion.




Bom, essa tatuagem foi feita dessa maneira. Eu decidi fazer em 4 partes porque é mais fácil de descrever cada fase e com os videos dá para explicar um pouco melhor cada passo.
Vamos pensar que cada máquina realmente faz um efeito diferente e que isso não é ruim, na verdade eu penso que temos que entender as nossas máquinas e tirar proveito de cada efeito que elas possam nos dar. Lembrem-se que as máquinas são feitas para alguns propósitos porem muitas vezes não servem para nós. Maquina é muito pessoal e o que é ótimo para uns pode não ser para outros.

Vou pensar no assunto para o próximo post. Espero que tenham gostado deste passo a passo e que de alguma maneira possa ajudar alguém com algum ponto que eu tenha escrito.
E por favor, comentem para saber que tem alguém lendo.


Vamos evoluir 1% por dia, mas todos os dias!

Aulas de tattoo, desenho, pintura 👉 Lado B Escola para Tatuadores (11) 3476.1259

Tatuagens legais e com desenhos exclusivos 👉 Don Rodrigues Tattoo (11) 3051.3806

10 comentários:

André Jama disse...

Li agora as 4 partes, fazia já um tempo que não passava aqui, tinha até esquecido das dicas maravilhosas que você compartilha, valeu irmão, vou dar uma lida no blog todo e relembrar de tudo que já escreveu aqui.

André Jama disse...

Ei André, só veiu uma dúvida, a diferença no resultado ou na aplicação em se preparar o sumie com preto linha ou preto tribal, muda alguma coisa?

Unknown disse...

André uma dúvida que sempre tive se no realismo passar varias vezes o mesmo tom escurece muito depois de cicatrizado?

Lucas Salomao disse...

conheci agora o blog e curti muito, sempre q estiver livre vou dar uma olhada. ta muito bem explicado mano, parabéns por esse projeto

Bruno tattoo disse...

Ótimo como sempre! Agradeço as preciosas dicas Mestre, com certeza são de grande valor pra quem quer evoluir, continue com o blog, gosto demais, parabéns!!

Ivan Barbosa disse...

eu acompanho seus post a alguns anos rssrs,..,conteudo riquissimo para estudo. Parabens

Andréa disse...

Também tenho uma dúvida...para fazer a textura além de fazer um pendulo mais rápido você abaixou a voltagem ou não??

André Rodrigues disse...

obrigado a todos que comentam... obrigado de coração.

Ola, meu xará André! Td bem? Espero q sim...obrigado por sempre aparecer por aqui. Não uso preto tribal, meu amigo então não posso te responder com certeza. Eu sei que daqui ha alguns anos tudo fica bem parecido...seja tribal, linha ou qlq outro tipo de preto.

Obrigado, Lucas!

Obrigado, Bruno!

Ivan, Volte sempre q teremos muitos outros posts... abracos!

Andrea, eu faço o pêndulo com a mão e sim, a fonte eu uso com aproximadamente 5,5 volts. Obrigado por sempre aparecer por aqui! Abracos!

Marcos disse...

Cara, você é muito bom, somente acompanhando o site já se absorve e aprende tanto, espero um dia estar contigo em uma sala de aula! Parabéns por ser tão atencioso e cheio de boas energias

Anônimo disse...

To sempre vendo, man. Com toda atenção e de coração, como seus posts são
Muito obrigado pelos ensinamentos!!!
Queria tbm pedir post sobre máquinas.
Muito obrigado de novo, abraço